sábado, 28 de novembro de 2009

"Confiemos, pois, no espírito eterno que destrói e aniquila, somente porque é insondável e eternamente criativa fonte de toda a vida. A paixão pela destruição é também uma paixão criativa."
Mikhail Bakunin

sábado, 21 de novembro de 2009

humanidade



Da fumaça que sobe nas ruas
Secando os nossos pulmões
As casas perdidas nas chuvas
Desmoronamento de corações
O estado que é como máquina
Uma grande fabrica de ilusões
E tiram todas as esperanças
Em troca te dão decepções
Todos somos sofredores
Manipulados pelo poder
Sonhamos em curar as dores
Com o lugar de quem nos faz sofrer
O cheiro da morte ambienta
Tornando quase imperceptível
O ser se desumaniza
Perdendo em si qualquer sentido
Mas solução se encontra próxima
Talvez na prateleira ao lado
O consumo que nos esvazia
Mas satisfaz o mercado

Por isso a voz não cala
E nos mantém resistentes
Sinto as dores do meu povo
Sigo em pé com minha gente
O ódio se agita no peito
Pois é tão insuportável
Ver as lágrimas nos olhos das mães
Lavarem de sangue as ruas

Quando o sol surgir no leste
Que seja pra ver nossa glória
Pra curar nossas feridas
E pra iluminar nossa vitória


art by banksy