domingo, 21 de setembro de 2008

Roy Hargrove Renee Neufville - Crazy Race

sábado, 13 de setembro de 2008

Risoflora


Eu sou um caranguejo e estou de andada

Só por sua causa, só por você, só por você

E quando estou contigo eu quero gostar

E quando estou um pouco mais junto eu quero te amar

E ai de deitar de lado como a flor que eu tinha na mão

E ai esqueci na calçada só por esquecer

Apenas porque você não sabe voltar pra mim


Oh Risoflora !

Vou ficar de andada até te achar

Prometo meu amor vou me regenerar


Oh Risoflora !

Não vou dar mais bobeira dentro de um caritó

Oh Risoflora, não me deixe só

Eu sou um carangueijo e quero gostar

Enquanto estou um pouco mais junto eu quero te amar

E acho que você não sabe o que é isso não

E se sabe pelo menos você pode fingir

E em vez de cair em suas mãos preferia os seus braços

E em meus braços te levarei como uma flor

Pra minha maloca na beira do rio, meu amor !


Oh Risoflora !

Vou ficar de andada até te achar

Prometo meu amor vou me regenerar


Oh Risoflora !

Não vou dar mais bobeira dentro de um caritó

Oh Risoflora, não me deixe só.
Chico Science & Nação Zumbi

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Don Quijote de la Mancha

XXI / ANTEFINAL NOTURNO

Dorme, Alonso Quejana.

Pelejaste mais do que a peleja

(e perdeste).

Amaste mais do que amor se deixa amar.

O ímpeto

o relento

a desmesura

fábulas que davam rumo ao sem-rumo

de tua vida levada a tapa

e a coice d'armas,

de que valeu o tudo desse nada?

Vilões discutem e brigam de braço

enquanto dormes.

Neutras estátuas de alimárias velam

a areia escura de teu sono

despido de todo encantamento.

Dorme, Alonso, andante

petrificado

cavaleiro-desengano.

Carlos Drummond de Andrade