quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Os ombros suportam o mundo.

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.

Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.

Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teus ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossege
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo,
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.

Carlos Drummond de Andrade

domingo, 13 de janeiro de 2008

Vendi a Alma


Vendi minha'alma ao Diabo
Posso falar mal dele e da alma também
se assim me convém
E da sombra tirei um retrato
Vou pregar no mundo e não mostrar a ninguém
se assim me convém
Depois de uma tempestade conceitual de força "cinco"
Os maniqueístas tem suas artérias da memória
seccionadas,
Suas células programadas automaticamente, perderam
suas funções
e agora proliferam ao infinito
Imortalidade.
Não é o que todos os homens desejam?
Uma falha nos agentes inibidores criam perspectivas de
longevidade infinita,
Subdesenvolvendo todas as funções dos genes criados
para lapidar
Sabe o que é um ser eterno?
É quando ando corpo pede as tranças da alma
Se um dia eu não der o recado,
pode chamar por outro se assim lhe convém,
pois pra mim tudo bem...


Lucio Maia - Maquinado
Pintura de Jean-Michel Basquiat - Sem Título

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Disneylândia

Filho de imigrantes russos casado na Argentina
Com uma pintora judia,
Casou-se pela segunda vez
Com uma princesa africana no México

Música hindú contrabandiada por ciganos poloneses faz sucesso
No interior da Bolívia zebras africanas
E cangurus australianos no zoológico de Londres.
Múmias egípcias e artefatos íncas no museu de Nova York

Lanternas japonesas e chicletes americanos
Nos bazares coreanos de São Paulo.
Imagens de um vulcão nas Filipinas
Passam na rede dc televisão em Moçambique

Armênios naturalizados no Chile
Procuram familiares na Etiópia,
Casas pré-fabricadas canadenses
Feitas com madeira colombiana
Multinacionais japonesas
Instalam empresas em Hong-Kong
E produzem com matéria prima brasileira
Para competir no mercado americano

Literatura grega adaptada
Para crianças chinesas da comunidade européia.
Relógios suiços falsificados no Paraguay
Vendidos por camelôs no bairro mexicano de Los Angeles.
Turista francesa fotografada semi-nua com o namorado árabe
Na baixada fluminense

Filmes italianos dublados em inglês
Com legendas em espanhol nos cinemas da Turquia
Pilhas americanas alimentam eletrodomésticos ingleses na Nova Guiné

Gasolina árabe alimenta automóveis americanos na África do Sul.
Pizza italiana alimenta italianos na Itália
Crianças iraquianas fugidas da guerra
Não obtém visto no consulado americano do Egito
Para entrarem na Disneylândia

Titãs

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Vamos por nosso bloco na rua

Carnaval Revolução 2008 (O último!)

60 horas ininterruptas de:
palestras, debates, oficinas, vídeos, shows, festas, performances e faça-você-mesmo.Café da manhã, almoço, lanches e jantar vegano (sem nenhum ingrediente de origem animal).

Presenças confirmadas:
John Zerzan (EUA),
Jesus Sepúlveda (Chile),
Gato Negro (BH),
Erva Daninha, FARJ (RJ) e mais...


Dias 2, 3 e 4 de Fevereiro
Em São Paulo - SPR$ 6,00 (Por dia, exceto festas. Alimentação não inclusa.)
Sem drogas ou álcool no local e ao fumar seu cigarro use o bom senso.

Informações: (11) 3255.5274 Assessoria de imprensa: (31) 8722.4374 ou (31) 9778.1368www.carnavalrevolucao.org (breve no ar programação completa)

sábado, 5 de janeiro de 2008

Pensem

"Se a injustiça faz parte do atrito necessário à máquina do governo, deixemos que assim seja: talvez amacie com o passar do tempo, e certamente a máquina irá se desgastar. Se a injustiça tem uma mola, polia, cabo ou manivela exclusivamente para si, talvez possamos questionar se o remédio não será pior que o mal. Mas se ela for de natureza tal que exija que nos tornemos agentes de injustiça para com os outros, então proponho que violemos a lei. Deixemos que nossas vidas sejam um antiatrito capaz de deter a máquina. O que devemos fazer, de qualquer maneira, é verificar se não nos estamos prestando ao mal que condenamos.RIDENDO CASTIGAT MORES!"Guy Fawkes

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Gentileza Gera Gentileza


Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

A palavra no muro

Ficou coberta de tinta


Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

Só ficou no muro

Tristeza e tinta fresca


Nós que passamos apressados

Pelas ruas da cidade

Merecemos ler as letras

E as palavras de Gentileza


Por isso eu pergunto

À você no mundo

Se é mais inteligente

O livro ou a sabedoria


O mundo é uma escola

A vida é o circo

Amor palavra que liberta

Já dizia o Profeta


Mariza Monte